partners:

The Racing Factory e Armindo Araújo vencem Rallye Serras de Fafe e Felgueiras

  • Armindo Araújo vence na estreia aos comandos do Škoda Fabia R5 Evo
  • Pedro Almeida e Enrico Oldrati não terminam mas deixam boas indicações
  • Aloísio Monteiro satisfeito com vitória da The Racing Factory

Chegar, trabalhar e ganhar! A The Racing Factory mudou o ditado popular e entrou a vencer na primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, depois de uma exibição de gala de Armindo Araújo e Luís Ramalho, ao volante do Škoda Fabia R5 Evo. Os pilotos Pedro Almeida e Enrico Oldrati, ao volante de Peugeot R2, não terminaram a prova, mas deixaram boas impressões para o que resta da temporada.

A vitória na primeira prova do CPR era um sonho para todos os membros da The Racing Factory. Para o concretizar era necessário trabalhar muito e bem, e no momento da consagração, o Team Manager da equipa de Santa Maria da Feira, Justino Reis, não esqueceu ninguém. “Se antes da prova não tinha dúvidas que o trabalho feito até então tinha sido bem conseguido e que estávamos preparados para lutar pela vitória à Geral, chegou a hora de agradecer a dedicação de todos sem excepção. Desde os membros da equipa de mecânicos e engenheiros, à equipa de marketing e aos pilotos, em especial ao Armindo e ao Luís, pela entrega que demonstraram desde o primeiro dia tornando o nosso sonho uma realidade. Sabe bem entrar a ganhar e vamos continuar a trabalhar para vencer a próxima prova. Uma palavra ainda para o Enrico Oldrati, que por motivos mecânicos do Peugeot não conseguiu mostrar o seu talento e claro uma palavra para a brilhante performance do Pedro Almeida na sua estreia em terra numa viatura de duas rodas motrizes”, explicou.

Armindo Araújo, na sua estreia pela The Racing Factory e ao volante do Škoda Fabia R5 Evo, demonstrou toda a sua experiência, vencendo a prova de forma categórica. “Entrámos confiantes, conscientes que tínhamos feito uma boa preparação e que os testes foram importantes para conhecer o carro e tentar tirar o máximo proveito deste. Conseguimos impor um ritmo forte desde início e estivemos sempre rápidos quando as condições do terreno mudaram devido à chuva. Toda a equipa fez um trabalho fantástico, estamos todos de parabéns”, destacou o penta Campeão Nacional de ralis.

Enrico Oldrati e Pedro Almeida não foram felizes no Serras de Fafe. O italiano sofreu dois problemas mecânicos que o obrigaram a abandonar, já o português demonstrou rápida adaptação ao Peugeot 208 R2, acabando por terminar a prova devido a um despiste, numa fase em que lutava pela vitória entre os Duas Rodas Motrizes: “Levamos daqui muitas notas positivas, a satisfação de ter evoluído o andamento ao longo do rali e a certeza de que vamos estar melhor já na próxima prova dos campeonatos que vamos disputar!”, explicou o famalicense.

Aloísio Monteiro, a cumprir funções de Carro 0, aproveitou para somar quilómetros ao volante do Škoda Fabia R5 e, no final, estava satisfeito não só com o decorrer da prova, mas também com a vitória de Armindo Araújo “Enquanto CEO da The Racing Factory não escondo a minha satisfação com a vitória do Armindo e com o desempenho de toda a equipa. Nas minhas funções de Carro 0, que cumpri com responsabilidade, penso ter apoiado a DemoPorto em tudo o que me foi solicitado. Espero continuar a contar com a confiança da organização no futuro.”, explicou o piloto e CEO da The Racing Factory.

O Azores Rallye, prova do Campeonato da Europa de Ralis, é o próximo desafio da equipa de Santa Maria da Feira no que toca a Ralis. A prova vai para a estrada entre os dias 26 e 28 de Março. Já no próximo fim-de-semana, a equipa marcará presença na Baja TT ACP, com os pilotos Pedro Ferreira e Diamantino Ferreira ao comando de dois SSV da The Racing Factory.

Chegar, trabalhar e ganhar! A The Racing Factory mudou o ditado popular e entrou a vencer na primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, depois de uma exibição de gala de Armindo Araújo e Luís Ramalho, ao volante do Škoda Fabia R5 Evo. Os pilotos Pedro Almeida e Enrico Oldrati, ao volante de Peugeot R2, não terminaram a prova, mas deixaram boas impressões para o que resta da temporada.

A vitória na primeira prova do CPR era um sonho para todos os membros da The Racing Factory. Para o concretizar era necessário trabalhar muito e bem, e no momento da consagração, o Team Manager da equipa de Santa Maria da Feira, Justino Reis, não esqueceu ninguém. “Se antes da prova não tinha dúvidas que o trabalho feito até então tinha sido bem conseguido e que estávamos preparados para lutar pela vitória à Geral, chegou a hora de agradecer a dedicação de todos sem excepção. Desde os membros da equipa de mecânicos e engenheiros, à equipa de marketing e aos pilotos, em especial ao Armindo e ao Luís, pela entrega que demonstraram desde o primeiro dia tornando o nosso sonho uma realidade. Sabe bem entrar a ganhar e vamos continuar a trabalhar para vencer a próxima prova. Uma palavra ainda para o Enrico Oldrati, que por motivos mecânicos do Peugeot não conseguiu mostrar o seu talento e claro uma palavra para a brilhante performance do Pedro Almeida na sua estreia em terra numa viatura de duas rodas motrizes”, explicou.

Armindo Araújo, na sua estreia pela The Racing Factory e ao volante do Škoda Fabia R5 Evo, demonstrou toda a sua experiência, vencendo a prova de forma categórica. “Entrámos confiantes, conscientes que tínhamos feito uma boa preparação e que os testes foram importantes para conhecer o carro e tentar tirar o máximo proveito deste. Conseguimos impor um ritmo forte desde início e estivemos sempre rápidos quando as condições do terreno mudaram devido à chuva. Toda a equipa fez um trabalho fantástico, estamos todos de parabéns”, destacou o penta Campeão Nacional de ralis.

Enrico Oldrati e Pedro Almeida não foram felizes no Serras de Fafe. O italiano sofreu dois problemas mecânicos que o obrigaram a abandonar, já o português demonstrou rápida adaptação ao Peugeot 208 R2, acabando por terminar a prova devido a um despiste, numa fase em que lutava pela vitória entre os Duas Rodas Motrizes: “Levamos daqui muitas notas positivas, a satisfação de ter evoluído o andamento ao longo do rali e a certeza de que vamos estar melhor já na próxima prova dos campeonatos que vamos disputar!”, explicou o famalicense.

Aloísio Monteiro, a cumprir funções de Carro 0, aproveitou para somar quilómetros ao volante do Škoda Fabia R5 e, no final, estava satisfeito não só com o decorrer da prova, mas também com a vitória de Armindo Araújo “Enquanto CEO da The Racing Factory não escondo a minha satisfação com a vitória do Armindo e com o desempenho de toda a equipa. Nas minhas funções de Carro 0, que cumpri com responsabilidade, penso ter apoiado a DemoPorto em tudo o que me foi solicitado. Espero continuar a contar com a confiança da organização no futuro.”, explicou o piloto e CEO da The Racing Factory.

O Azores Rallye, prova do Campeonato da Europa de Ralis, é o próximo desafio da equipa de Santa Maria da Feira no que toca a Ralis. A prova vai para a estrada entre os dias 26 e 28 de Março. Já no próximo fim-de-semana, a equipa marcará presença na Baja TT ACP, com os pilotos Pedro Ferreira e Diamantino Ferreira ao comando de dois SSV da The Racing Factory.

comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

en_USEnglish